Fiona Apple

Em Novembro do ano passado tive, finalmente, a oportunidade de ver ao vivo Iron & Wine. Foi algo que demorou a concretizar-se mas que eventualmente se tornou passado, embora ainda bem fresco e marcado na memória. Mas há outros nomes que aguardam a sua vez e a Fiona Apple é um desses nomes. Dizer que a norte-americana é a compositora mais talentosa da sua geração é, no mínimo, pretencioso mas não me parece exagero se afirmar que está num lote restrito.

As canções da Fiona Apple têm uma capacidade única de nos fazer sangrar as emoções e os sentimentos. Olhamos para as suas expressões quando canta, escutamos a sua voz e as palavras que são ditas e acreditamos. Piamente. Cegamente. É impossível não o fazer. Como será também impossível não a ver quando cá vier. Toque na sala mais refundida. Na cidade mais improvável. No topo de uma montanha ou no fundo de uma mina. Lá estarei. E sei que não serei o único.

Podia ter escolhido outra canção mas esta foi a que andou a saltitar na minha cabeça mais insistentemente. A letra é puro desejo, prazer e provocação. É desconcertante de tão boa que é.

genius.com/Fiona-apple-hot-knife-lyrics